15 agosto, 2008

ano eleitoral

Minha cidade, Arcoverde, está feia, poluída de cartazes, números, jingles. E seus políticos, finalmente, descobriram a magia do photoshop. Todos com aquela cara lisa, chapada, fotoshopada. É um pesadelo com centenas de Freddy Krueger padrão Avon, de todos os sexos e etnias.

É a tecnologia auxiliando a mentir mais (ainda) para o eleitor.

Decidi: não voto em candidato fotoshopado. O que parece querer dizer: não voto em ninguém.

3 comentários:

disse...

Oi Mi.. é verdade, o mundo fica mais feio durante as campanhas eleitorais... e nnao tem photoshop q dê jeito na cara feia que fica nossa cidade.
Vou ser sincera: não transferi meu titulo até hj, e nem me sinto motivada a fazê-lo... Isso é duplamente triste. De um lado assumo a incapacidade de mudar as coisas...triste... De outro, lavo minhas mãos (se é que isso e possível!) diante do futuro incerto (e feioso) que vejo a cada período eleitoral.... mais triste ainda. Triste pois é fundamental tomar a rédea de nossa vida e de nossa história... afinal somos sujeitos da história, querendo ou não... não importa se o fazemos de forma ativa ou passiva, ainda assim compomos uma história... É isso Mi, saudades de vcs... sinto não poder conviver com Nina... mas amo a todos vcs. Muito muito. Beijos.

Marta disse...

Hahahaha...muito bom!
Você sabe que essa ótima lei anti poluição visual até me faz esquecer que tem eleição esse ano. Por enquanto, nem sinal deles por aqui! Tomara que eu esqueça também no dia da votação!
E a Julia deve chegar na semana que entra. Apostas para sábado, dia 22. :-)
Beijo,
M

Zé Paulo disse...

De fato! Estas técnicas da revista Playboy também deveriam ter restrições do TRE... rsrsrsr
Foi muito bom ter descoberto este espaço, que com ele já cheguei a outros.
Fora de contexto, mas vou dizer: tenho uma filha que foi "fabricada" em Recife, embora tenha acabado por nascer no Rio de Janeiro.
Um cordial abraço, poetisa.

Zé Paulo