18 junho, 2010

Sem Saramago


Dizer que perdemos uma das vozes mais lúcidas e combativas é pouco. Perdemos um referencial. E nada me tira a certeza de que o século XX acabou hoje.



Acho que na sociedade actual nos falta filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de refexão, que pode não ter um objectivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objectivos. Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, nao vamos a parte nenhuma.

Revista do Expresso, Portugal (entrevista), 11 de Outubro de 2008

[do blog Outros Cadernos de Saramago]

3 comentários:

felipe maciel disse...

Olá Micheliny, li seu escrito na revista Continuum, e fiquei muito impressionado, por se tratar do sertão...uma palavra que brilha nos meus olhos e no meu coração, e que me serve de tema para a vida toda. Eu tenho um blog de pequenas crônicas de misérias urbanas e sertão, o blog se chama desertão e o link dele é desertao.blogspot.com

Abraços, de felipe maciel.

Wilson Torres Nanini disse...

Ah... que pena que se tenha que morrer para se dar o encantamento... Se tivesse um segundo com Saramago, lhe pediria, dentro de meu egoísmo, mais um livro antes da partida.

« Katyuscia Carvalho » disse...

Entrevista que terminou com essas frases:

"Temos de ter um sentimento de responsabilidade coletiva. Sem responsabilidade talvez não mereçamos existir.

A prioridade absoluta tem de ser o humano. Acima dessa não conheço nenhuma outra prioridade."

E num mundo já tão carente de quem impulsione as gerações a "pensar", o campo das ideias ficou com certeza sem um pai.
.
.
.
Abraço transatlântico de quem já te foi uma quase conterrânea.