14 junho, 2010

De a prosa do mundo

Trecho de relatório de Merleau-Ponty a Martial Gueroult, por ocasião de sua candidatura ao Collège de France:

"Acreditamos encontrar na experiência do mundo percebido uma relação de um tipo novo entre o espírito e a verdade. A evidência da coisa percebida está ligada a seu aspecto concreto, à textura mesma de suas qualidades, àquela equivalência  entre todas as suas propriedades sensíveis que fazia Cézanne dizer que devíamos ser capazes de pintar até mesmo os odores. É diante de nossa existência indivisa que o mundo é verdadeiro ou existe (...)"

Um comentário:

Geraldo de Barros disse...

Micheliny, ando "roubando" essa sua cabeceira pra mim rs. estou gostanto muito das suas leituras. já tomei nota desta também. se eu conseguir terminar uma listinha que tenho aqui, retornarei pra comentar o que achei ;)

um grande abraço,
G