12 janeiro, 2009

O horror, o horror!


imagem: sem crédito


São mais de 900 mortos e quase 4000 mil feridos na investida de Israel contra a Palestina.

Embalados por um certo "direito divino", fanáticos judeus e palestinos se digladiam pela posse de uma terra saqueada e ensanguentada.

O que me impressiona, nos últimos acontecimentos desse conflito, é que, ao que parece, Israel pouco aprendeu com os sofrimentos que o povo judeu padeceu historicamente (coisa que fica clara com o impedimento da ajuda humanitária aos civis palestinos) e a Palestina, ou antes, os palestinos do Hamas, pouco têm da sabedoria que se espera de um povo milenar, que é também um dos berços da humanidade. 

No meio desse conflito de tubarões de dentes afiados, fica o povo, de um lado e do outro,  a pagar uma conta muito  alta. Um povo manipulado pelos interesses políticos de suas lideranças ou pelo olhar, quase sempre distorcido, do Ocidente. Gente que, como eu e você,  tudo o que quer é viver em paz. 

2 comentários:

Héber Sales disse...

Finalmente leio algo não-maniqueísta sobre o assunto. O Hamas e o governo israelense me parecem co-responsáveis pela tragédia.

Wellington de Melo disse...

Não há lados certos: apenas várias faces da irracionalidade humana. Escrevi um poema sobre isso que sai este mês no Saber+. Se chama 'Visões 2009'.
Adicionei seu blog na minha lista.
Abraço.