23 fevereiro, 2007

Sobre revistas e guilhotinas

Eis aqui a minha opinião a respeito da tua idéia de Revista: todas as revistas do mundo prometeram ser virtuosas; nenhuma o foi(...) Enfim não há nada mais pernicioso como poder dizê-lo todo e dispor de um espaço adequado. Alguém se torna muito indulgente consigo mesmo, e os amigos, querendo que alguém o seja para si,também se tornam indulgentes. Assim é como se chega a sepultura com a maior ingenuidade do mundo. Uma revista exemplar seria uma bela obra que necessitaria todo o tempo de um homem de gênio(...) Pratica-se muito, se perde todo o talento com quinquilharias, enquanto que com um maior espírito de arrojo podia-se pensar em comprar fazendas e castelos(...)

Se tivesse muito tempo e dinheiro a perder, me alegraria de ocupar-me de uma revista durante algum tempo. Mas assim entenderia o assunto: deveria ter uma audácia e uma independência extrema; quisera poder prescindir de todo amigo e não ter nenhum favor que pagar. Responderia com a espada a todos os ataques de minha pena; meu periódico seria uma guilhotina.

(trecho de carta de Gustave Flaubert a Louise Colet. Flaubert mostra-se irônico e desencantado com a imprensa já no século XIX. Claro, tratava-se da "imprensa cultural", mas de todo modo, imprensa. Cabe perfeitamente nesses dias de cinza e chumbo nossos de cada dia. E para o mundo blogueiro também, como não? O espaço adequado e ilimitado para se dizer tudo o que se pensa e quer...)

7 comentários:

jamesson buarque disse...

por isso não resisti à idéia de blog, e aceitei editar a salafernandopessoa com o wesley. há outro poeta interessante que faz isso aqui em goyaz, o wilton cardoso. ele dispõe todos os seus livros - nunca publicados - para download ou pirataria na naumarginal, o blog dele. flaubert é consternador demais, no entanto, irmano-me dele. abrações!

jamesson buarque.

cesar ribeiro disse...

salve micheliny. estou retribuindo sua visita ao meu boteco. gostei muito da variedade de seu blog. vou linká-lo ok. beijo

Andrea disse...

como é pra dizer o que pensa... e nós que sabemos bem o risco da nossa democracia virtual?

Micheliny Verunschk disse...

Andrea, acho que ainda não sabemos mesmo!!!
Abs!

Micheliny

Comentarista Abalizado disse...

Blogs podem ser espaços muito úteis... Penso que bons blogs, como o seu, deveriam ser mais divulgados!
Creio que o primordial de um blog está na vontade... ninguém escreve um blog porque é pago para isso (exceto os que têm utilizado este formato de forma profissional em sites de comunicação, mas ainda são raros), o faz pq quer, como quer, quando quer, sobre o que quer. Um texto com motivação costuma ser melhor do que um por obrigação contratual.

Micheliny Verunschk disse...

Concordo em gênero, número e grau, comentarista. Obrigada!

Viviane disse...

Nossa, gostei muito do seu blog. Vou colocá-lo na minha listinha de favoritos!